23:02

"Sabe o que eu acho? Na verdade, eu não acho muita coisa. Tenho perdido tudo, ultimamente. Por tudo quanto é canto uma canção assim tão leve. Que, de pesado, só o meu passo. E passei tantas vezes. A vez, a voz. Gritando tão alto que despenquei naquele abismo profundo como o que tentei dizer, enquanto caía. Mas, quando percebi, fora só um pequeno tropeço. Do tamanho de uma joaninha, que tentava voar. Subindo, subindo, sumindo no mundo. Eu a corrigi: "É globo". Mundo é aquela coisinha que tem um milhão daqueles bichos verdes... Corajosos (o pensamento escapou). Mas Globo é aquela bola enorme que a gente brinca na piscina quando é criança. Faz muito mais sentido desse jeito. Aliás, tudo está bem mais claro, agora. Claro o suficiente para enxergar o horário, o tempo, o real".

0 comentário(s)

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.