poema

A vida

01:42

A vida é como um verso

É preciso saber quando
quebrar
E quando deixar ir, mas acho que não
Sei fazer isso direito

poema

Balbucio

01:23

Me apaguei no verso
Com todas as minhas mãos
E os pés imundos sujavam
Os lábios tolos da moça
Que falavam como uma porta giratória

Não havia um sequer
Que quisesse ouvir
E mesmo se quisesse, não faria
Não pelo que fosse dito ou feito
Mas por aquilo que parecia ser
- E, talvez, fosse.

poema

Surpresa

19:18

E se eu quiser dizer exatamente aquilo o que eu estava pensando?

E se o que for dizer for exatamente aquilo que você não estava esperando?
E se a minha rima pobre for tão miserável quanto uma viúva em carnaval?
E se meu carnaval for tão animado quanto o seu funeral?

O que você diria
Se a minha condição
Fosse tudo o que
Você tivesse aversão?

poema

De todos

17:27

Sou como um ponto
dentro do menor deles
tentando crescer
sem sucesso

Engano seu acreditar
nessa minha fama de gigante
sou apenas o menor
do menor
dos menores

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.