00:06

e a fotografia inédita já parece envelhecida. é como se soubéssemos que o que estamos vivendo não é nosso. ou melhor, é... aliás, é só nosso. ninguém mais entenderia, caberia, toparia conviver. é como se não coubesse nesse tempo, nesse espaço. é como se estivéssemos perdidos nas galáxias que nos envolvem. sem saber em qual universo se completar. sempre fazendo tudo certo do jeito errado. e agora só nos resta aceitar: a gente se pertence.

0 comentário(s)

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.