20:08

nem vejo mais o tempo passar
o tempo, esse velho doente
um desastre perfeito
cheio de dimensões
que transformam minutos em horas
que desmancham na pele
e caem por entre os dedos
feito água mole em pedra dura
e acelera o coração
dizendo que foi ontem
ou que vai ser amanhã
mas é sempre hoje
é sempre agora
e ensurdece
e cega
e puxa forte
e bate, espanca
e deixa o sangue coagular
só pra bater de novo
amanhã

0 comentário(s)

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.