Nosso amor

03:00

Essa sua cara lavada, marrenta, amarrotada de tanto porre que tomou dormindo. Esse seu olhar, veneno, duvidoso, que sorri quando me vê chegar. Esse seu parar que me atrai e me pede um beijo, um abraço, um andar. Essa sua loucura impregnada em todos os lugares aonde seus pés te levam. Essa sua mania de contar verdades e inventar mentiras. Essa sua pálpebra, sua boca, suas coxas. Esses seus dedos que vêm correndo ajeitar o cabelo que ficou fora da orelha. Esse seu jeito de revirar o meu jeito. Seu caminho que vem passar pelo meu, dizer olá, como vai, tô aí. Essa sua história que insiste em ser a nossa. Esse seu desejo que vem sempre ser o meu desejo. Essa nossa briga, nossa fuga, nosso medo de sermos nós. Esse seu enredo, meu filme, nosso fim, começo, meio. Essa sua brincadeira que eu sempre acho não ser nada demais. Aquela sua meia velha que ficou comigo. Até todas as suas falas tolas de amor. Tudo isso, querido, me diz muito.

0 comentário(s)

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.