disritmia

23:56

senti uma dor no peito
o dia inteiro
como se quisesse dizer
qualquer coisa não dita
na esperança de que a boca
se abrisse sozinha
quase desmaiei sem respirar
mas logo pensei:
"acho que estou tendo
uma arritmia poética"

2 comentário(s)

  1. poesia que não precisa
    de desfibrilador

    ResponderExcluir
  2. é parada poética
    não mata o coração
    só acelera :P

    ResponderExcluir

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.