Marília

23:54

o pingo na água
que irritava
era ela de novo
que vinha e via
seu corpo coberto
por linho raro
alta costura
olhos de ouro
cintilavam as jóias

o sopro do vento
que acalmava
era ela de novo
que olha e toca
sua arpa como um anjo
de asas curtas
de penas longas
que brilhavam
como prata; prateado

o rangir dos dentes
que enlouquecia
era ela de novo
que cresce e envaidece
a beleza luxuosa
ausência dos linhos
caros e raros
apenas os corpos
de ouro prateado
nús

0 comentário(s)

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.