feridas sinceras II

12:29

Querido Lúcio,

Primeiro de tudo, eu não te pago a toa. Penso que você gastou (ou perdeu) anos da sua vida se dedicando ao estudo da mente do ser humano. E é exatamente por isso que me consulto com você desde os 15. Você, mais do que ninguém, deveria me entender, decifrar minhas atitudes e entrelinhas. Somos todos personificações de poesias e de sentimentos. Foi você quem me disse isso, tá lembrado? Olha, acordei meio ofensiva, mas isso já me cansou. Esse seu bilhete não foi nada agradável. Não vejo paz nenhuma em alguém que não consegue dizer verdades pessoais me olhando nos olhos. Nos vemos segunda.

Ass.: Sua paciente

1 comentário(s)

  1. Vidas em livros abertos e escritos entrelinhas são as melhores =D

    ResponderExcluir

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.