Crônicas e poesias.

01:56


Dizem que para o que não conseguimos explicar apelamos para o mito e ainda o transformamos em verdade incontestável. Tentei lembrar de algum mito escondido na memória para poder explicar o meu estado de espírito quando eu entro em nostalgia. Mas não é uma nostalgia comum, sinto falta de algo que só tive pela metade. Que, na verdade, só tive por algumas horas e criei um romance inteiro nisso. Como em um filme ao qual assisti "Antes do pôr-do-Sol (Before Sunset)". De cara eu não gostei do filme, mas sabia que iria gostar, porque é extremamente real e isso me agrada. Então eu entendi que sou anormal no padrão, mas normal na realidade. Porque a minha capacidade de criar romances com pessoas que tive por uma noite é imensa e eu guardo meu conjunto de poesias e escrevo a minha crônica para poder, depois, compará-la aos mínimos detalhes fisícos e piscicológicos do coadjuvante quando o encontro deitado em uma esqueina, ou rindo na fila do pão. E a nostalgia dura o resto da noite e ainda me faz acreditar que minha crônica aconteceu ontem.

Sinceramente, algumas emoções deveriam ser contidas.

0 comentário(s)

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.