00:03

talvez tenha me visto assim
como cura para qualquer ferida
como esperança para qualquer dor
como tempo para qualquer pressa
como sombra para qualquer sol


mas sinto ter que dizer
ou então, desapontar
sinto ter que avisar
que o que viu era miragem
plano, desejo, ideia
sonho, imagem, quimera

o que viu
naquele outro dia
a chorar feito pássaro perdido
era outra coisa
mas não eu


0 comentário(s)

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.